sábado, 31 de dezembro de 2011

Preso homem de confiança de Matemático - Ação cinematográfica na Coreia - RJ

Preso homem de confiança de Matemático

Parabéns ao B.O.P.E.
Caveiras - excelência em tudo que fazem.

 "missão dada, missão cumprida".
 
Uma das poucas forças policiais reconhecida mundialmente !

Ação com helicóptero foi filmada até a prisão de Fubá em comunidade da Zona Oeste do RJ.


video


 Rio - Policiais civis do Serviço Aéreo Policial (Saer) prenderam na Favela da Coreia, em Senador Camará, Zona Oeste do Rio, Ricardo Fernandes de Oliveira, 23 anos, o Fubá, considerado homem de confiança do traficante Márcio José Sabino Pereira, o Matemático, da facção criminosa Terceiro Comando Puro (TCP). Matemático é apontado como chefe do tráfico de drogas da Favela do Rebu, na mesma região. Outras duas pessoas foram presas.


Liberdade condicional

Fubá, que estava em liberdade condicional, irá responder pelos crimes de associação para o tráfico de drogas, porte ilegal de arma restrita e adulteração de sinal identificador.

Em outro ponto da comunidade, PMs que davam apoio à operação, prenderam outros dois suspeitos. Giovani de Oliveira Nóbrega, 19 anos, e Arlindo Tavares da Silva, 32, estavam com drogas e rádios transmissores. “Foi um prejuízo para o tráfico”, enfatizou o delegado da 33ª DP (Realengo), José Fagundes de Resende.

Na operação, que teve o apoio de dezenas de PMs, os policiais contaram com a ajuda de um helicóptero da Polícia Civil para encontrar o suspeito. Do alto da aeronave, eles avistaram um Fox preto, roubado na Zona Oeste, com suspeitos. Depois de acompanhar o trajeto do veículo, que parou próximo a um bar, os policiais desceram até um campo de futebol e vasculharam o local, mas nada foi encontrado.


Através de buscas em casas vizinhas, a polícia encontrou Fubá a poucos metros do Fox. Ele havia trocado de camisa — preta por uma branca —, mas foi reconhecido.


Dentro do Fox foram encontrados um fuzil Colt 223, de uso restrito, R$ 2,1 mil, uma granada, pistola, drogas, touca ninja e um cinturão para armas e munições. No momento da perseguição, o criminoso estava acompanhado de um comparsa, que conseguiu escapar.

Crédito:
O DIA
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário