sábado, 17 de março de 2012

A arte da Aerografia.


Estudiosos da arte dizem que a aerografia surgiu na pré história, quando homens da caverna assopravam pigmentos (tinta) através de tubos derivados de osso de animais e bambus. Contemporaneamente, foi utilizada na indústria fotográfica do século XVIII como equipamento de retocagem de fotografias, posteriormente, sua utilização se deu a nível industrial para pintura de peças e acessórios. Hoje em dia, é utilizado em diversas áreas como modelismo, artes gráficas, personalização de motocicletas, capacetes, aplicação de bronzeamento a jato, carros e seus acessórios, aplicações em funilarias diversas, para aplicação de tatuagem, aplicação de maquiagem, pinturas em MDF grafitti, pinturas e pulverizações em geral. Veja os vídeos na próxima página.

Por ser uma técnica de difícil execução, que depende tanto do artista quanto da qualidade dos equipamentos para aplicá-la, exige grande preparo do profissional ou estudante de arte. Os resultados, porém, costumam compensar a dificuldade por se revelarem belos. Diversas técnicas são aplicadas ao trabalhar com aerografia, para tanto, os aerógrafos possuem características com propósito para cada aplicação. Ainda, vale mencionar que o resultado final de uma pintura depende de como se apresenta o substrato, ou superfície a ser pintada. Em geral é necessária uma preparação minunciosa do substrato, assegurando a uniformidade do resultado final, já que o brilho do verniz de acabamento ou até mesmo ondulações na superfície, podem tornar-se evidentes após o trabalho pronto. Outro ponto importante na preparação do substrato refere-se à aderência, tão necessária à aplicação de técnicas como mascaramento (peliculas adesivas) e filetamento (pinstriping usando fitas especiais para tal finalidade).

video

video






Nenhum comentário:

Postar um comentário